sábado, 19 de novembro de 2011

Cresce a participação de jovens árabes




Mais trechos do relatório:

" Pesquisas recentes mostram que a juventude na região árabe dá um grande valor à democracia (93% dos jovens acham a democracia importante na Jordânia,84% no Egito, 85% no Marrocos, 91% no Iraque e 75% nos Emirados Árabes Unidos), e que a maioria dos jovens árabes de 18-24 anos querem ter o direito de voto. Jovens palestinos estão mais politizados e de uma forma mais ativa do que a maioria dos jovens de outros países árabes, especialmente desde o surgimento das gerações da primeira e segunda intifadas na década de 1980 e 90.

A esfera pública de ativismo social e político continua fortemente dominado pelos homens e a ausência de mulheres em movimentos tradicionais continua a ser óbvia. No entanto, em alguns casos, as mulheres jovens estão se tornando mais ativas,e muitas vezes lideram movimentos sociais, ambiental ou mudanças políticas, particularmente em países como o Líbano, Jordânia, Egito, Marrocos e Kuwait. Alguns esforços (como o movimento pelo direito de voto das mulheres no Kuwait ou o pela mudança do status das mulheres no direito de família em Marrocos) conseguiu um grande repercussão. Acesso a computadores domésticos e telefones celulares tornou-se mais generalizado, e o cyber-espaço está ajudando a diminuir as desigualdades de gênero na esfera púbica. Na verdade, as jovens árabes não precisam sair de casa ou ter a permissão do dos homens para tornar-se ativamente engajadass na discussão pública e na formação de opinião."


Link para o relatório:

http://www.unicef.org/media/files/Summary_Report_A_GENERATION_ON_THE_MOVE_AUB_IFI_UNICEF_MENARO_.pdf



Nenhum comentário:

Postar um comentário