quinta-feira, 17 de junho de 2010


A Secretária de Direitos Humanos de Fortaleza, Gloria Diógenes, participou do painel Juventude e Violência instingando a pensar que somos todos partícipes do espetáculo da violência. Nunca se falou tanto da violencia mas continua-se falando com se fosse um fenômeno desconhecido, inexplicável. A violência é sempre falada genericamente (a violência) e não como uma situação real, singular ( uma violência). O bandido é o outro ou é o super eu. Violência é um lugar teórico. Há uma cegueira diante do espetáculo da violência. O epicentro do acontecimento é tão luminoso que nos captura. A violência desmistifica a ilusão do equilíbrio social. A violência é um dínamo, um motor. Estamos produzindo um indústria ampliada do medo. A violência faz com que eles carregam os territórios.
De BH

Nenhum comentário:

Postar um comentário