quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Direito de Resposta dos Jovens - Ótima idéia

O Instituto da Juventude Contemporânea de Fortaleza - CE está lançando uma iniciativa inovadora, estratégica e bem oportuna. Trata-se da mobilização de mais de 400 jovens integrantes do Projeto Clube Galera de Atitude, que lançaram a “Campanha Quero Viver” de combate a cultura da violência e o extermínio de jovens disseminado em Fortaleza, inclusive pelos veículos de Comunicação.

Para se ter uma idéia da violência, em 2009, foram 165 jovens assassinados na Grande Fortaleza, segundo o IJC,um aumento de 71 por cento em relação a 2008.

Diz o texto do manifesto: "Acreditamos que quando uma empresa de mídia, que muitas vezes explora uma concessão publica, no caso das TVs, fere o Direito Humano a Comunicação ou não entende os Direitos Humanos de alguns grupos, ao apresentá-los de forma precária e valorizando a utilização da força, atua num movimento que caminha para um embate de forças sociais, marginalização e opressão.
Pretendemos com essa atividade desenvolver, inclusive por parte de emissoras de TV, jornais, emissoras de rádio, websites e empresas de propagandas a real discussão da interface “juventude x violência”, que ao invés de marginalizar ainda mais grupos oprimidos, como a juventude pobre que encontra, por exemplo, o crime como “alternativa”, crie mecanismo de discussão social apropriada da violência, numa cultura da defesa social e da apropriação de um vocabulário cada vez mais democrático e legal, tendo em vista que a marginalização e a utilização negativa dos jovens só gera mais conflitos e distorções sociais por parte deste grupo.
Devemos desencaminhar a tendência de todos se sentirem vulneráveis, em nome de uma política ou justiça social, que não encontraria melhor plataforma do que a comunicacional. Para nós é imprescindível que cessem todas as bandeiras midiáticas de “toques de recolher” e de “redução da maioridade penal” e para isso pedimos o “DIREITO DE RESPOSTA DA JUVENTUDE”.


mais informações no www.ijc.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário