segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Contra o homicídio de adolescentes

O número alarmante de assassinatos de crianças e adolescentes registrados diariamente no país motivou a Associação Nacional dos Centros de Defesa da Criança e do Adolescente (ANCED) a realizar uma campanha nacional intitulada Para Ler, Ver, Ouvir e Agir!, realizada em parceria com a SEDH, Cordaid e ICCO/KerkinActie. A campanha tem como objetivo denunciar os homicídios dolosos contra crianças e adolescentes brasileiros e sensibilizar, mobilizar amplos setores da sociedade, estado e organizações de direitos humanos frente à esta realidade, chamando atenção da sociedade para a gravidade do problema. Pretendemos chamar as pessoas para a ação, tira-las da indiferença.
A concretização da idéia aconteceu em 2007. Por um período de um ano, sete dias por semana, uma notícia de um caso de assassinato de criança e adolescente foi enviada, com um pequeno comentário, para a lista de e-mails da Anced, por um dos articuladores da Associação, Frans van Kranen. Reunimos todo este conteúdo, que chamamos, “Para Ler – in memoriam”, em um livro, ainda em fase de finalização. A publicação conta com relatos a partir de matérias retiradas de jornais, com um grupo focal de 366 crianças e adolescentes, de todas as idades, de todos os Estados do Brasil, que representam as milhares de crianças e adolescentes vítimas de homicídio doloso no período 14 julho 2007 a 13 julho 2008, data de comemoração dos 18 anos do Estatuto.
Inspirado pelos "Para ler", Hélder de Oliveira, artista plástico e coordenador do Cedeca Interlagos, começou a produzir quadros, e Frans a compor músicas em memória das crianças assassinadas. O resultado da junção de todas essas idéias é a Campanha Para Ler, Ver, Ouvir e Agir. Através de um passeio pelos sentidos, o livro, as 16 músicas e as 19 telas pretendem provocar sensações e convidar todos e todas à ação. Os quadros revelam a dor, mas também mostram a periferia que muitos desconhecem. Longe dos estereótipos que só remetem o lugar à violência, o artista revela imagens do cotidiano da s periferias das grandes cidades, com sua gente, a alegria das crianças brincando, a solidariedade.
A campanha percorrerá o país durante 1 ano e meio, promovendo debates e levando a exposição pelos estados nos quais a ANCED tem Centros de Defesa filiados: Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Campo Grande, Brasília, Fortaleza, Salvador, Maceió, Recife, Natal, São Luis, Manaus, Porto Velho e Belém. Em cada um desses lugares, os Centros de Defesa, articulados com parceiros, irão incorporando novas idéias e modos de fazer à campanha, de acordo com as demandas locais. Em Pernambuco a Campanha conta com o apoio do Centro Dom Helder Camara de Estudos e Ação Social – CENDHEC, filiado a Anced. O lançamento nacional ocorreu em Fortaleza, no dia 10 de junho, no teatro do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, com exposição, apresentação musical e de teatro, dentre outras atividades. Em Pernambuco, a campanha tem início no dia 24 de novembro, na Estação Central do Metrô Recife.

Nenhum comentário:

Postar um comentário