sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Pré-sal ou pós-sal?

Encontrei a informação abaixo na coluna do L. F. Veríssimo que coincidentemente responde a uma dúvida que eu postei neste blog em 7 de setembro com o título "Não houve espaço para a infância hoje" e afirmava: o tal pré-sal, que na minha visão deveria ser pós-sal uma vez que vem depois da camada de sal, para nós humanos que olhamos para dentro da terra de cima dela.

Diz Veríssimo: "Especulei se o certo não seria chamar de pós-sal, em vez de pré-sal, o lugar de onde sairá o bendito óleo, já que as brocas virão de cima para baixo, e recebi correções de todos os lados. Quem adivinharia que entre dezessete leitores houvesse tantos entendidos em geologia, em contraste com a minha completa ignorância? A explicação mais autorizada e simpática veio de um geólogo profissional, Guilherme Estrella, diretor de Exploração e Produção da Petróleo Brasileiro S.A. Segundo ele, os geólogos têm uma lógica peculiar. Estudam a história do planeta de baixo para cima, pela sedimentação das suas rochas empilhadas ininterruptamente através do que chamam de tempo geológico. As brocas retrocedem no tempo geológico. O que está por baixo é mais velho do que o que está por cima, por isso é pré. Pós-sal é tudo"

Nenhum comentário:

Postar um comentário