segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Não houve espaço para a infância hoje

No dia da independência rolaram contratos bilionários com os franceses, veículos leves sobre trilhos, desfiles de soldados, euforia com o petróleo escondido num lugar que nem se sabia que existia (o tal pré-sal, que na minha visão deveria ser pós-sal uma vez que vem depois da camada de sal para nós humanos que olhamos para dentro da terra de cima dela). A voz dos aposentados, o grito dos excluídos e o refrão dos estudantes ("fora Sarney")não empolgaram a massa. Tudo ficou no desfile. Quem sabe amanhã tenhamos de novo a infância na pauta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário