quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Direitos de indígenas e afrodescendentes não são reconhecidos

A resistência dos partidos conservadores em relação à cotas e ao direito à regularização de terras de quilombolas adia a votação do Estatuto da Igualdade Racial. Dentre os argumentos inusitados está o temor de que o Estatuto venha "racializar" a sociedade brasileira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário